Leão só não garante Fábio Costa

Alex, Paulo Almeida, Diego e Robinho voltam ao time do Santos na partida contra o Atlético Paranaense, quarta-feira, em Curitiba. Mas Fábio Costa, liberado após cumprir suspensão de quatro partidas, não tem o retorno à equipe assegurado. "Amanhã eles treinam e eu decido quem entra", explicou o técnico Emerson Leão. O goleiro Fábio Costa disputa a posição com Júlio Sérgio, reserva que teve boa atuação nas partidas em que participou. Júlio Sérgio sempre disse que trabalha para ser titular, embora sabendo da qualidade de Fábio Costa. "Eu quero jogar, quero ser titular", afirmou o goleiro. Leão comanda um treino na manhã desta terça-feira. Ele, hoje recebeu os quatro jogadores que serviram a Seleção Brasileira Sub-23. Paulo Almeida chegou cedo ao CT e participou normalmente da movimentação. Robinho e Diego ainda tiveram tempo de correr um pouco ao redor do gramado. Alex não treinou. Foi à Registro buscar a noiva e chegou no CT por volta de 18 horas. O técnico confirma que terá problemas para armar o time. "Mas é uma dor de cabeça feliz", ressaltou, pois se antes não dispunha de jogadores nem para formar um banco de reservas, agora sobram talentos. Sobre o possível interesse do futebol turco pelo zagueiro Alex, Leão desconhece o assunto, mas destaca o talento do atleta. ?Não sei de time interessado nele, mas deveriam ter muitos times interessados em seu futebol". À respeito de Ricardo oliveira e o comentado interesse do Real Betis, da Espanha, Leão voltou a falar que não existe nada de oficial. "Enquanto houver só palavras, não acontece nada. Quando houver conteúdo, a gente conversa". Leão prosseguiu: "Não atrapalhamos a vida de ninguém, mas não quero que alguém nos atrapalhe". Reforço - O Santos, entretanto, pretende contratar um atacante - o prazo para os clubes contratarem se estendeu até o dia 31. "Não esperem nada de mirabolante", amenizou Leão. "Será uma contratação dentro do padrão atual do Santos". O Santos, conclui-se, está tentando adquirir um atacante sem expressão, na esperança que o jogador seja revelado no clube. Já o atacante Robinho disse que não conseguiu desenvolver todo seu futebol na Seleção Brasileira por um simples motivo: a forte marcação. "Ficam dois ou três jogadores em cima de mim, o que dificulta bastante".

Agencia Estado,

28 de julho de 2003 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.