Leão tenta acertar ataque do Santos

O técnico Emerson Leão convive com dois problemas crônicos no Santos: a falta de um goleador e a mania de perder pontos que não devia. A última ?caridade? do time, que costuma ganhar dos grandes e vacilar contra os pequenos, foi o empate de sábado contra o Fortaleza, penúltimo colocado no Brasileiro: 0 a 0 no estádio Castelão, na capital cearense.Após o jogo, Leão deu bronca. "Precisamos ter a consciência de que não basta jogar bem com quem tem tradição. É preciso respeitar todo mundo e correr atrás sempre. Os maus resultados do Santos foram contra times menores, como Vitória, Paysandu e Figueirense", lembrou o treinador, ao citar três das seis derrotas do Santos no campeonato.Além de humildade, tem faltado ao Santos eficiência ofensiva. Marcelo Peabiru, centroavante vindo do futebol paranaense, ainda não mostrou a que veio. No Castelão, jogando ao lado de Fabiano, foi a figura mais apagada do time. Para piorar, Val Baiano, também contratado há pouco tempo, é outro que ainda não emplacou.Desde que Ricardo Oliveira e Nenê deixaram o clube, com destino aos espanhóis Valencia e Mallorca, respectivamente, Leão não encontra uma alternativa eficiente para escalar o ataque. Testou várias duplas: Fabiano e Robinho, Val Baiano e Robinho, Marcelo e Robinho, Fabiano e Marcelo. Todas sem sucesso."Se você joga contra uma retranca, tem de tentar superar com técnica, se movimentar bem, buscar o jogo. Tudo que não fizemos contra o Fortaleza", reclamou Leão. Fixo na área, sem tentar uma jogada, Marcelo foi o retrato da deficiência no ataque, que não teve Robinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O que deixa o treinador mais preocupado é que as inscrições para o Brasileiro já estão encerradas há um mês."Temos de esquecer o jogo contra o Fortaleza agora", disse o volante Paulo Almeida. "O Santos jogou muito abaixo do que pode jogar. Não pode perder esses pontos."Na partida de quarta-feira, contra o Flamengo, pela Copa Sul-Americana, a novidade é o retorno de Robinho. Ao seu lado, Leão pode escalar William, que atuou alguns minutos contra o Fortaleza. Pelo Brasileiro, o Santos volta a jogar dia 13, contra o Criciúma, na Vila. O desfalque será Alex, suspenso.

Agencia Estado,

31 de agosto de 2003 | 16h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.