Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Leão tenta quebrar mais um tabu

Emerson Leão quer continuar fazendo história no São Paulo nesta quarta-feira, às 20h30, no Morumbi, diante do São Caetano. Em seu estádio, o time jamais venceu o rival, mas quebrar tabus vem sendo a especialidade do treinador. Desde que chegou, todas as marcas caíram. A última, diante do Santos."Não jogamos com retrospecto", diz o treinador, quando é lembrado sobre os duelos com o time do ABC (1 vitória, 5 empates e quatro derrotas). "Também não vencíamos dois jogos seguidos, não ganhávamos fora de casa, não fazíamos gols, toda hora um atleta era expulso."O treinador está radiante com a série de 5 vitórias. E confiante na briga pelo título. "Embalamos na hora certa. Lutamos para nos aproximar e agora não vamos deixar distanciar." O segredo não é apenas a eficiência, mas também a vontade do grupo. E nada melhor do que enfrentar um time grande para provar sua força. "O São Caetano é time chato, daqueles que cobram muito, como eu."A satisfação de Leão é tão grande que manterá a base da equipe. César Sampaio continua na reserva. Dúvidas só no companheiro de Grafite. Tardelli já pode perder a vaga. E um problema: as dores nas costas de Júnior. A única exigência é não fazer faltas bobas, principalmente perto da área. Nem sonha com chances para Anderson Lima, para ele, a grande arma do Azulão.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2004 | 21h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.