Leão testa formação com três atacantes no Santos

Treinador escala os garotos Renatinho e Wesley nas pontas, tendo Kléber Pereira como referência na área

13 de janeiro de 2008 | 19h14

O técnico do Santos, Emerson Leão, testou uma formação com três atacantes no treino de domingo, no CT Rei Pelé. Sem poder contar com o meia Rodrigo Tabata, poupado por causa de dores no joelho direito, o treinador escalou um trio ofensivo com os garotos Renatinho e Wesley abertos pelas pontas, tendo Kléber Pereira como referência na área. Resultado: os titulares bateram os reservas por 4 a 0, gols de Wesley, Kléber, Kléber Pereira e Vitor Júnior - este, o único meia na equipe. Na defesa, Leão manteve o novato Felipi, de 20 anos, na ala direita e Kléber na esquerda. Betão e Evaldo formaram a dupla de zaga, protegidos pelos volantes Maldonado e Rodrigo Souto. O Santos volta a treinar nesta segunda, às 9h, no CT Rei Pelé. A presença de Rodrigo Tabata no treinamento ainda não está confirmada. Ele pode ser poupado para a estréia no Campeonato Paulista, quarta-feira, contra a Portuguesa, no Morumbi. Nos próximos dias, a diretoria pretende formalizar uma nova proposta pelo atacante Éder Luís, do Atlético-MG, pretendido também por São Paulo e Palmeiras.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPaulista A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.