Newton Menezes / FuturaPress/ Estadão Conteúdo
Newton Menezes / FuturaPress/ Estadão Conteúdo

Leco exalta 'nova experiência' em relacionamento do São Paulo com as organizadas

Clube se aproximou de grupos durante a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro

Matheus Lara, Estadão Conteúdo

05 de dezembro de 2017 | 13h22

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, afirmou nesta terça-feira que o clube vive uma nova e positiva experiência quanto ao relacionamento com as torcidas organizadas. Para ele, a aproximação do clube com as uniformizadas trouxe resultados expressivos dentro e fora de campo.

+ Santos renova com Alison e frustra planos do São Paulo por Victor Ferraz

+ Sem renovar contrato, Denis se despede do São Paulo nas redes sociais

"Há um ano e meio, houve uma invasão ao CT e a situação ficou tensa e desagradável. Hoje, vivemos uma experiência diferente", disse Leco, em evento sobre Direito Esportivo na USP. "Estamos conversando com as organizadas e essa aproximação contribui para mudar o time. A torcida abraçou o São Paulo e isso foi fundamental para o time se reerguer."

Para Leco, a aproximação com as organizadas faz parte de um processo "educativo" em relação ao comportamento das torcidas quanto à forma de cobrança e protesto sobre o time. "O resultado é expressivo e fundamental. Estamos vendo uma redução significativa de situações de desrespeito à conduta social e para com o colega", declarou.

Durante o debate sobre segurança nos estádios, Leco disse que vê com bons olhos a possibilidade de que a identificação por biometria seja utilizada em mais estádios brasileiros, inclusive no Morumbi.

"A biometria no Morumbi seria sim um avanço dentro deste processo imenso e complexo que é administrar a conduta do torcedor", explicou o presidente. "Mas identificar não é suficiente. Contribui, mas é fundamental desenvolver um processo socioeducativo, além de regras que estabeleçam limites."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.