Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Leco quer Ricardo Gomes em 2017, mas cresce a sombra de Rogério Ceni

Ídolo do clube vem se preparando para virar técnico após aposentadoria

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2016 | 07h00

O técnico Ricardo Gomes vai ter de conviver com a sombra de Rogério Ceni. Apesar de o presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, dizer publicamente que o treinador será mantido no cargo, Gomes sabe que o ex-goleiro é um nome que está sendo cotado para a função. "A história do Rogério, vocês conhecem bem. Isso é normal. Se o time está com dificuldade, vão ter vários nomes. Por acaso, esse seria por meritocracia, pela história do Rogério no São Paulo", disse Ricardo Gomes.

Rogério Ceni vem se preparando para ser técnico de futebol e já manifestou seu desejo de um dia assumir o time do Morumbi. Ele está na Europa, fazendo a segunda parte do curso de treinadores, e tem evitado aparecer no dia a dia do São Paulo para não parecer que está forçando a barra.

Quando Ricardo Gomes vinha de resultados ruins, a pressão aumentou e o nome de Rogério surgiu com mais força. Mas no sábado, após a segunda vitória seguida do São Paulo no Campeonato Brasileiro, o presidente Leco explicou que tem a intenção de manter Gomes para a próxima temporada. "É o que nós pretendemos, queremos que continue. Claro que qualquer fato pode mudar o andamento das coisas", afirmou.

As duas vitórias seguidas ajudaram a tirar um pouco da pressão sobre Ricardo Gomes, mas há quem no clube defenda que ele continue, mas em outra função na comissão técnica. Já Rogério Ceni está se preparando e Leco sabe que um dia ele vai assumir o São Paulo. "Ele certamente será treinador da equipe. Ele colocou isso na cabeça e, como é um obstinado, vai conseguir", concluiu Leco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.