?Legião francesa? festeja convocação

Os integrantes da chamada "legião francesa", os jogadores do Lyon, Anderson, Edmílson, Caçapa e Vampeta, do Paris Saint Germain, receberam com satisfação a convocação do técnico Émerson Leão para a seleção que vai disputar a Copa das Confederações no Japão. Eles deverão participar amanhã da última rodada do campeonato francês antes de viajarem para o Brasil onde deverão se apresentar à Comissão Técnica. Anderson poderá sagrar-se neste sábado à noite e pela segunda vez consecutiva, artilheiro do campeonato francês. Anderson divide com o português do Bordeaux, Pauleta, a liderança da artilharia com 20 gols marcados. Sua convocação constitui o reconhecimento a um jogador de muito bom nível técnico e comportamento exemplar em campo. Alguns especialistas, entre eles, o próprio Michel Platini já na Copa do Mundo não entendia como o técnico Zagallo pôde deixá-lo de lado, convencido que ele teria lugar em qualquer seleção européia. O pior é que naquele momento, Zagallo já enfrentava diversos problemas com Ronaldinho fora de forma, o problemático Edmundo, enquanto Romário, sem condições físicas, acabou sendo dispensado ainda antes do início da competição. Atualmente com 30 anos de idade, Sonny Anderson é também muito respeitado pelos seus companheiros que não escondem sua admiração, lembrando que é mais fácil jogar a seu lado, pois trata-se de um jogador com excelente visão de jogo, sempre pronto a servir um companheiro melhor colocado para finalizar. Isso é o que afirmam, por exemplo, os jogadores da seleção francesa, Trezeguet e Thierry Henry, ambos seus companheiros nos tempos em que se encontrava no Mônaco e , agora, Govou e Marlet, que durante a temporada se revezaram a seu lado no ataque do Lyon, o melhor saldo de gols do campeonato, 26 gols favoráveis. Quanto aos demais, a chegada de Edmílson estabilizou a defesa do Olympique de Lyon, o que permitiu que esse clube vencesse a Copa da Liga disputando a segunda colocação no campeonato, o que poderá se confirmar se vencer amanhã à noite o Rennes. Edmílson foi um dos melhores zagueiros do campeonato, ao lado de Caçapa, que chegou sem grande alarde, mas firmou-se na equipe e atravessa uma boa fase de sua carreira. De todos, o mais conhecido no Brasil, Vampeta, foi o que menos produziu esse ano na França, talvez penalizado pela má campanha de sua equipe, o Paris Saint Germain, o clube de maior orçamento da França, mas que provavelmente estará fora de todas as copas européias na próxima temporada. Junto com ele, no mesmo clube, encontra-se Christian, também em má fase e que não foi confirmado pelo técnico Leão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.