Leicester: 3 jogadores permanecem presos

Três dos nove jogadores do clube inglês Leicester City acusados de estupro, permaneceram detidos nesta sexta-feira na cidade espanhola de Murcia. O juiz de Cartagena acolheu as acusações feitas por três mulheres alemães e decidiu que o escocês Paul Dickov, o jamaicano Frank Sinclair e norte-irlandês Keith Gillespie estão impedidos de deixar a cidade.Dos outros acusados, Lilian Nalis e Matt Elliott foram colocados em liberdade. James Scowcroft também foi solto, mas teve de pagar fiança de 20 mil euros e condenado a se apresentar às autoridades policiais duas vezes ao mês. Outros três acusados haviam sido liberados na véspera.Segundo a acusação das três mulheres, o grupo invadiu o quarto em que estavam hospedadas no Hotel La Manga, e foram agredidas sexualmente. No tribunal, os jogadores declararam inocência.

Agencia Estado,

05 de março de 2004 | 13h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.