Neil Hall/ Reuters
Neil Hall/ Reuters

Leicester elimina o Southampton e decide a Copa da Inglaterra com o Chelsea

Iheanacho marca único gol do duelo e coloca equipe de Brendan Rodgers na final

Redação, Estadão Conteúdo

18 de abril de 2021 | 16h56

Leicester City e Chelsea vão decidir a Copa da Inglaterra, dia 15 de maio, em Wembley, a partir das 13h30. Um dia após o time de Thomas Tuchel se garantir, neste domingo foi a vez da equipe de Brendan Rodgers se classificar, com uma vitória por 1 a 0 sobre o Southampton. O Leicester volta à decisão após 52 anos de espera.

E sobram coincidências nas classificações, a começar pelo placar: ambos ganharam por 1 a 0. Até aí, tudo bem, mas os finalistas anotaram seus gols aos 10 minutos do segundo tempo e através de jogadores africanos. O marroquino Ziyech garantiu o Chelsea, e neste domingo foi o nigeriano Iheanacho quem foi às redes em Wembley.

O jogo deste domingo serviu de evento-teste do governo inglês para a volta do público aos estádios do país. Nesta semifinal, foram disponibilizados quatro mil entradas para moradores dos arredores do lendário Wembley.

Os torcedores que acompanharam o 1 a 0 do Leicester não eram de nenhum dos dois semifinalistas e tiveram de seguir regras de segurança e prevenção. Mesmo assim se empolgaram ao acompanhar a partida. Desde dezembro que o público estava impedido de ir aos estádios da Inglaterra por causa da pandemia de covid-19.

Iheanacho se tornou o maior artilheiro do Leicester na temporada, com impressionantes 10 gols nos últimos 7 jogos. O nigeriano vem se destacando a equipe, que não consegue encontrar uma regularidade. Nas dez últimas partidas, essa foi somente a quarta vitória, diante de dois empates e quatro derrotas.

Apesar do sobe e desce, o time festeja voltar à final que não disputada desde 1968/69. Após 52 anos, o time do noroeste de Londres chega à decisão da Copa da Inglaterra pela quinta vez. Tentará erguer a inédita taça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.