Divulgação
Divulgação

Leilão do Estádio Brinco de Ouro termina sem comprador

Não houve oferta que atingisse o lance inicial de R$ 147 milhões

Ricardo Brandt, Agência Estado

30 de outubro de 2013 | 17h21

CAMPINAS - Sem oferta mínima, terminou sem comprador o leilão do Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, no interior de São Paulo. O campo do Guarani foi leiloado pela Justiça do Trabalho na tarde desta quarta-feira com um lance mínimo de R$ 147 milhões. Só houve uma consulta com proposta no valor de R$ 105 milhões.

O valor oferecido é metade dos R$ 210 milhões avaliados pela Justiça. A diretoria do clube fala em R$ 500 milhões. O advogado Gustavo Tavares teve nesta terça-feira, pela terceira vez, negado o pedido de adiamento do leilão, pela 1ª Vara do Trabalho de Campinas. O equivalente a 70% do terreno onde está o estádio foi a leilão devido a dívidas trabalhistas que o clube tem com ex-jogadores, que somam R$ 7 milhões. Em outros casos, a dívida chega a R$ 50 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuaraniBrinco de Ouroleilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.