Leipzig em festa para sorteio da Copa

Leipzig, cidade de quase 500 mil habitantes, única sede da Copa de 2006 que pertencia à Alemanha Oriental (além de meia Berlim), vive semana diferente por causa do sorteio dos grupos do Mundial. A festa acontece nesta sexta-feira, a partir das 17 horas (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da Globo, SporTV e ESPN Brasil. Com o sorteio dos grupos, milhares de visitantes representam todos os continentes e mudam um pouco a rotina da tranqüila cidade alemã, ainda tomada em boa parte por obras. Mudam um pouco, mas não muito. Os rígidos costumes do povo e dos estabelecimentos comerciais seguem praticamente inalterados.Mesmo recebendo gente de dezenas de países, vários restaurantes de Leipzig não possuem cardápio em inglês ou em qualquer idioma que não o alemão. É comum observar os garçons, de forma prestativa e gentil, mostrar o prato para o cliente, que sofre com o menu em alemão ? a exceção é o bratwurst, o famoso salsichão que se come em quase todos os lugares da cidade.Os horários também são pouco flexíveis. Buscar um restaurante aberto a partir das 23 horas não é tarefa das mais fáceis. Os alemães estão acostumados a se recolher cedo, principalmente no inverno. ?Vocês acham que 10 horas da noite é cedo para os restaurantes fecharem? Ué, até que horas os restaurantes ficam abertos no Brasil??, perguntou uma recepcionista de hotel a um grupo de brasileiros que buscavam lugar para jantar.A estação central de Leipzig é belíssima, considerada a mais bonita da Alemanha e uma das mais charmosas da Europa. Em época de Natal, como agora, ela se torna ainda mais interessante ? visita obrigatória para os turistas. Na chegada, já é visto o clima de Copa do Mundo: cartazes de boas vindas, relógios com contagem regressiva para o início do Mundial e centros de informações com funcionários uniformizados.Nesta quinta-feira, cidadãos e residentes de Leipzig fizeram festa percorrendo vários quilômetros da cidade, em evento organizado pela Fifa, como forma de recpcionar os representantes dos 32 países participantes da Copa de 2006. Nem todos, porém, comemoram o fato de Leipzig investir alto para receber jogos da Copa e promover o sorteio. Torcedores do clube de futebol Red Star Leipzig têm feito protestos durante a semana contra a diretoria do clube e autoridades locais, distribuindo panfletos a jornalistas e turistas. A alegação é de que ?se gasta valor ridiculamente exagerado para organizar a Copa do Mundo e não se investe em melhorias para o time e os torcedores?.

Agencia Estado,

09 de dezembro de 2005 | 09h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.