Marius Becker/AFP
Marius Becker/AFP

Leipzig sofre, mas vence e avança na Copa da Alemanha; Colonia goleia por 9 a 1

Leipzig terminou o último Campeonato Alemão na sexta posição e foi vice-campeão da Copa da Alemanha na penúltima temporada

Estadão Conteúdo

19 Agosto 2018 | 14h16

O RB Leipzig teve mais dificuldade do que imaginava mas conseguiu vencer o Viktoria Koln de virada, por 3 a 1, neste domingo, no Estádio Sportpark Hohenberg, na cidade de Colônia, e avançou à próxima fase da Copa da Alemanha.

O meia Timm Golley abriu o placar para a equipe semiprofissional, que disputa apenas a divisão regional do campeonato nacional. O dinamarquês Poulsen, o sueco Forsberg e o francês Augustin fizeram os gols da suada vitória do Leipzig, que terminou o último Campeonato Alemão na sexta posição e foi vice-campeão da Copa da Alemanha na penúltima temporada.

Primeiro rebaixado da última edição do Campeonato Alemão, o Colonia arrasou o BFC Dynamo ao golear o adversário por 9 a 1. O destaque da partida foi o atacante Simon Terodde, que anotou quatro gols no triunfo conquistado de virada.

O Augsburg também passou com dificuldade. Despachou o Steinbach Haiger, da quarta divisão nacional, por 2 a 1, para seguir na competição. Outro time da primeira divisão, o Hannover passou pelo Karlsruher, da terceira divisão, com facilidade. O meia Hendrik Weydandt balançou a rede duas vezes e foi o artilheiro da goleada por 6 a 0.

Nas outras partidas deste domingo, o Chemie Leipzig venceu o Regensburg por 2 a 1, o Weiche-08 derrotou o Bochum por 1 a 0 e o Heidenheim Stendal goleou o Jeddeloh por 5 a 2. O Arminia Bielefeld passou fácil pelo Stendal com uma vitória por 5 a 0, mesmo placar do triunfo do Düsseldorf sobre o RW Koblenz.

Como os confrontos são decididos em jogo único, todos que venceram nesta primeira rodada já avançam direto à fase seguinte da competição. Os confrontos seguintes serão definidos em sorteio e quem passar pela segunda fase se garante nas oitavas de final do torneio.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.