Lemerre não esconde a decepção pela eliminação da Tunísia

O técnico francês Roger Lemerre não escondeu a decepção pela derrota da Tunísia para a Ucrânia, por 1 a 0, nesta sexta-feira, em Berlim, pela terceira rodada do Grupo H da Copa do Mundo. O resultado tirou a chance dos tunisianos de irem às oitavas-de-final."Sinto uma grande frustração e acreditava até o último minuto que poderíamos ter conseguido a vitória. Compartilho a amargura do povo tunisiano, mas a vida continua. Temos que planejar a Copa Africana das Nações e nos preparar para o próximo Mundial", disse o treinador, que lamentou não ter vencido o jogo de estréia."Sabíamos que deveríamos estar bem preparados para os jogos contra a Espanha e a Ucrânia. Este Mundial nos ensinou muito. De lamentar, apenas o empate com a Arábia Saudita", disse.O gol que definiu o placar surgiu de um lance duvidoso. No começo do segundo tempo, o atacante Andriy Shevchenko invadiu a área e trombou com o goleiro Boumnijel e o zagueiro Haggui. Continuou correndo até tropeçar no próprio pé e o árbitro Carlos Amarilla apontou a penalidade. O próprio Shevchenko cobrou e garantiu a vitória ucraniana. Lemerre evitou comentar as falhas do juiz. "Sobre a arbitragem, não responderei. Os árbitros estão lá para apitar e vou saber respeitar a fragilidade e a humanidade deles."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.