Lenny desabafa: 'Deu vontade de tudo, inclusive de chorar'

Atacante faz contra o Marília seu 1.º gol pelo Palmeiras; goleiro Marcos diz que ele já pode ir para o YouTube

Redação, estadao.com.br

27 de janeiro de 2009 | 23h22

SÃO PAULO - Foram 35 jogos de agonia e a incômoda marca de "zero gol". Na noite desta terça-feira, Lenny tirou a "urucubaca" ao marcar o último gol da vitória do Palmeiras sobre o Marília no Palestra Itália por 3 a 0, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.   Veja também:  Palmeiras derrota Marília e continua 100% no PaulistãoEspecial: as armas dos times para o Paulistão 2009 Paulistão 2009 - Tabela e classificaçãoConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão   Emocionado, Lenny comemorou muito sob a forte chuva que castigou o Palestra Itália. Ao final do duelo, o atacante teve o nome gritado pela torcida e deixou o gramado com vontade de chorar.   "Cara, nem sei como descrever a emoção. Deu vontade de tudo, inclusive de chorar... Sei lá...", disse Lenny. "Sabia que não estava bem no ano passado. Mas nesta temporada tudo começou diferente. Eu quero ganhar e vou correr muito para fazer o Palmeiras ganhar."   Lenny disse que não tem como meta se transformar em artilheiro. O atacante disse que gosta de atuar em velocidade pelas laterais. "Gosto de criar as jogadas e favorecer os companheiros. Por mim, quem será o artilheiro é o Keirrison."   O técnico Vanderlei Luxemburgo comemorou o gol do atacante. "Finalmente o Lenny está começando a deixar de ficar nas asas dos avós. Agora ele ainda precisa sair um pouco mais na rua. Começar a conhecer as coisas."   O atacante, no entanto, não escapou de uma brincadeira do capitão Marcos. "Agora já vamos poder encontrar um gol do Lenny no YouTube", disse. "Pior vai ser aguentar ele até o jogo de quinta-feira [contra o Real Potosí, pela Libertadores]."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.