Lenny 'encerra' briga entre Palmeiras e Flu por Thiago Neves

Com a contratação do atacante pelo time paulista, cariocas esperam que ação pelo meia seja suspensa

Juliano Costa, Jornal da Tarde

12 de janeiro de 2008 | 18h39

A transferência de Lenny do Fluminense para o Palmeiras deve encerrar a briga dos dois clubes pelo meia Thiago Neves, confirmaram ao Jornal da Tarde Gilberto Cipullo, vice-presidente do time alviverde, e Marcelo Penha, assessor da presidência do clube carioca.Veja também: Palmeiras procura o Atlético Mineiro para contratar Éder Luís Cedendo Lenny ao Palmeiras, o Fluminense espera que o clube paulista suspenda a ação que move na Justiça contra Thiago Neves e desista de cobrar do jogador uma multa de R$ 2,4 milhões pela rescisão do pré-contrato firmado em agosto passado. O interessante é que a idéia partiu do próprio Palmeiras. "Essa seria uma saída boa para todos os envolvidos", disse Cipullo. "Palmeiras e Fluminense são clubes coirmãos. Não há motivo para brigas como essa", emendou Penha. O dirigente do Flu confirmou ao JT que virá a São Paulo na segunda-feira para acertar a venda de Lenny para o Palmeiras. "Está tudo bem encaminhado, já falei diversas vezes por telefone com o Cipullo e o jogador está empolgado com a transferência", disse Penha. Os direitos econômicos de Lenny passariam a ser divididos entre Palmeiras e Traffic, agência de marketing esportivo que havia adiantado R$ 400 mil a Thiago Neves, em agosto passado, para que ele se transferisse para o clube paulista no início deste ano. O imbróglio começou quando o jogador mudou de idéia, ignorou o documento que havia assinado e resolveu prorrogar por mais três anos seu vínculo com o Fluminense, deixando o Palmeiras a ver navios. Ao não cumprir o que havia assinado, Thiago se sujeitou ao pagamento da multa rescisória do pré-contrato, que é de R$ 2,4 milhões. Lenny seria a "moeda" usada pelo Fluminense para que o Palmeiras parasse de "importunar" um dos melhores jogadores do clube carioca. Esta semana, os dois clubes tentaram registrá-lo na CBF, mas foi o Fluminense quem obteve êxito. Ao Palmeiras, a saída era mesmo batalhar na Justiça. Mas com a cessão de Lenny, o Fluminense acredita que o Palmeiras desista da briga. Lenny Fernandes Coelho tem 20 anos e despontou no Fluminense em 2006, mas caiu de produção ano passado, por problemas disciplinares e desentendimentos com o técnico Renato Gaúcho. Ele foi emprestado ao Sporting Braga, de Portugal, em agosto. Jogou pouco e acabou sendo devolvido ao Flu há algumas semanas. Lenny pode ser apresentado como jogador do Palmeiras já na segunda-feira, junto com o meia Diego Souza, contratado do Benfica por pouco mais de R$ 10 milhões. Além deles, o Palmeiras já contratou o lateral-direito Elder Granja (ex-Inter) e os atacantes Alex Mineiro (Atlético-PR) e Jorge Preá (Pelotas-RS). Este último também será integrado ao elenco principal na segunda-feira. Tem 24 anos e assinou por uma temporada com o Palmeiras, com renovação automática por mais três anos. Jorge Preá é uma indicação do ex-volante César Sampaio, que hoje gerencia o departamento de futebol do Pelotas.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasThiago NevesFluminenseLenny

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.