Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Léo Chú vive noite especial com gol, imita Flecha Negra e elogia Renato Gaúcho

Atacante destaca apoio de Renato Gaúcho em momento difícil que passou no início da temporada

Redação, Estadão Conteúdo

04 de abril de 2021 | 01h07

A estrela do atacante Léo Chú brilhou no 430.º clássico Gre-Nal, disputado neste sábado, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pelo Campeonato Gaúcho. Ele marcou o gol da vitória do Grêmio sobre o Internacional aos 43 minutos do segundo tempo. Na comemoração, tirou a camisa na corrida e na quina do gramado, perto da bandeirinha, fez o gesto da flechada, repetindo a comemoração de Tarcísio, ídolo gremista dos anos 70 e 80. Ela levava o apelido de Flecha Negra e morreu em 2018 aos 67 anos.

"Este é um gol especial. Vinha passando um momento difícil, mas vinha trabalhando muito. O Renato (Gaúcho) me dá muita confiança e fui abraçá-lo porque todo gremista, como eu sonha em abraçar o maior ídolo do clube", comentou o herói do Gre-Nal válido pela nona rodada do Estadual.

Por fim, o atacante lembrou a semana positiva porque na última quarta-feira tinha anotado o seu primeiro gol pelo time de coração no empate por 2 a 2 com o São Luiz, em Ijuí (RS). "A semana foi muito boa para mim e acho que é resultado do meu trabalho e também por tudo que fiz ano passado pelo Ceará", reforçou.

Como tinha feito no jogo anterior, o atacante dedicou o gol e a vitória histórica para as pessoas que estão mais próximos dele. "Dedico de novo aos meus familiares, aos meus amigos e às minhas irmãs que são meus maiores incentivadores", concluiu.

Ironicamente, o único gol do Gre-Nal saiu já nos primeiros minutos do dia 4 de abril, quando o Internacional comemora seus 112 anos de fundação. Um motivo a mais para a festa gremista, que não perde para seu maior rival há sete anos na condição de mandante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioRenato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.