Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Léo Citadini isenta árbitro de culpa por pênalti não marcado no clássico

Luiz Flávio de Oliveira não marcou penalidade em cima do meia santista, contra o Corinthians

Estadão Conteúdo

04 Março 2018 | 20h26

Um pênalti sobre Léo Citadini, não marcado pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira, aos 45 minutos do segundo tempo, poderia ter alterado o placar do clássico que terminou empatado por 1 a 1 entre Santos e Corinthians, neste domingo, no Pacaembu, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

+ TEMPO REAL - Corinthians 1 x 1 Santos

+ Corintiano morre após ser espancado em briga de torcidas

No lance, Citadini foi derrubado dentro da área por Balbuena. Luiz Flávio marcou falta, mas fora da área, e advertiu o zagueiro corintiano com o cartão amarelo. Após a anotação da infração, jogadores do time santista correram em direção ao árbitro para cobrar a marcação do pênalti, mostrando que a falta fora dentro da área. Apesar da falha, o volante santista minimizou o erro de Luiz Flávio.

"Foi um lance difícil para ele. Temos que admitir. Não tem nada que podemos fazer. Não adianta ficar reclamando porque ele não vai voltar atrás", ponderou Citadini.

O goleiro Vanderlei afirmou que, da sua posição, bem distante da jogada, ficou difícil ter uma visão clara do pênalti. Mas, ao ver a reação dos companheiros que estavam próximos ao lance, teve a convicção de que a penalidade realmente aconteceu. Porém, ele também exibiu conformismo com a decisão do juiz. "Não adiante mais reclamar. Ele não marcou o pênalti e não podemos mudar o resultado", enfatizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.