Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Léo deixa lateral para jogar no meio-campo do Santos

Decisão foi tomada junto com o gerente de futebol Zinho e com o técnico Claudinei Oliveira

AE, Agência Estado

15 Agosto 2013 | 18h33

SANTOS - Com direito a comunicado oficial e entrevista coletiva, Léo anunciou nesta quinta-feira que não jogará mais na lateral-esquerda. A partir de agora, o veterano quer atuar no meio-campo porque acredita que poderá ajudar mais o time nesta posição. "Não jogo mais na lateral. É uma vontade minha de ir para o meio", declarou.

"Hoje eu tive uma reunião com o presidente, com o Zinho e com o Claudinei. Uma coisa que eu já estava querendo há muito tempo. E essa decisão eu tomei junto com eles e lógico, com uma vontade minha", afirmou o jogador de 38 anos, que já não vinha mostrando bom fôlego na posição que exige melhor preparo físico dos atletas.

Léo garantiu que só voltaria à lateral em caso de "suma importância". "Não é mais a minha função. Eu estou indo para o meio porque eu sei que posso produzir muito. Como a maioria dos laterais vão para o meio. É uma decisão que já vinha na minha cabeça há muito tempo. Em comum acordo com a comissão, agora é uma nova etapa nesse final de carreira para mim jogar no meio. E não foi fácil".

O ex-lateral diz que, ao mudar para o meio, abrirá espaço para jogadores mais jovens, como Mena, contratado recentemente, e Emerson. "Está na hora de passar essa responsabilidade ao Mena e ao Emerson. Os dois estão preparados. E, se eles tiverem qualquer tipo de problema, eu vou estar perto para passar minha experiência, apoio. É o momento deles, eu já tenho 38 anos", destacou.

Apesar do anúncio, Léo não sabe em que posição jogará no meio-campo e nem se terá espaço entre os titulares. "Vou atuar onde o Claudinei definir. Se tiver que entrar para pegar, vou entrar para pegar. Se tiver mais liberdade para criar, vou entrar para criar".

Em sua nova posição, Léo terá a concorrência de jogadores mais jovens, como Alan Santos, Leandrinho, Alison e Renê Júnior, além de atletas mais experientes, como Cícero, Montillo, Arouca e Marcos Assunção.

NEGOCIAÇÃO

Um novo possível concorrente para o setor seria Renato Abreu, meia de 35 anos que foi oferecido ao Santos nesta semana. Após deixar o Flamengo, ele poderá acertar com o clube paulista nos próximos dias.

Mais conteúdo sobre:
futebolSantos FCLéo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.