Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Léo Duarte festeja semana cheia de treinos no Fla: 'Foram 18 jogos em 60 dias'

Zagueiro lembra que a equipe carioca não tinha uma semana para trabalhar há muito tempo

Estadao Conteudo

18 de setembro de 2018 | 16h10

O Flamengo realizou mais um treino nesta terça-feira para o jogo de domingo contra o Atlético-MG, às 16 horas, no Maracanã, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Léo Duarte festejou a possibilidade de o time ter a semana toda de preparação após a longa maratona de confrontos enfrentada pela equipe.

"Fazia muito tempo que não tínhamos uma semana inteira para trabalhar. Em 60 dias, foram 18 jogos. Uma maratona. Acredito que o Barbieri (técnico) terá condições para melhorar o time e fazer ajustes, assim podemos voltar a vencer. Falta treinamento, foram muitos jogos um em cima do outro", disse o jogador rubro-negro.

Léo Duarte confia em uma retomada das vitórias e em uma arrancada da equipe na classificação do Brasileirão. "Tropeçamos em jogos importantes, mas precisamos engatar vitórias. Sabemos que a disputa está embolada, mas se conseguirmos vencer três ou quatro seguidas, voltamos à briga pelo título", projetou.

O Flamengo é o quarto colocado na classificação do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos, a cinco do líder São Paulo. Depois de encarar o Atlético-MG, a equipe terá pela frente o Corinthians, no próximo dia 26, em São Paulo, no confronto de volta das semifinais da Copa do Brasil - o duelo de ida, no Rio, terminou empatado por 0 a 0. Em seguida, o time viaja para desafiar o Bahia, em Salvador, no dia 29, pela 27ª rodada do Brasileirão.

O elenco rubro-negro fez na manhã desta terça-feira o segundo treino visando o jogo de domingo contra os atleticanos. A equipe, que empatou por 1 a 1 com o Vasco no último sábado, em Brasília, ainda fará mais cinco trabalhos de preparação para a partida do final de semana.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.