Léo é vetado e Claudinei mantém Montillo como dúvida

O elenco do Santos realizou na manhã desta terça-feira, no CT Rei Pelé, o último treino de preparação para o duelo diante do Grêmio, às 19h30 desta quarta, em Porto Alegre, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Logo após a atividade, o departamento médico do clube confirmou que os meias Léo e Leandrinho foram vetados e não viajarão para a capital gaúcha.

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2013 | 13h41

O Santos informou que Léo não atuará diante dos gremistas para poder realizar "manutenção" do joelho direito, operando em novembro do ano passado. Já o garoto Fernandinho, de 19 anos, reclama de dores musculares provocadas pela sequência de jogos no Brasileirão e será poupado. Os dois, porém, devem ficar à disposição do técnico Claudinei Oliveira para o confronto com o Criciúma, domingo, na Vila Belmiro.

Após o treinamento desta terça, o treinador também evitou confirmar a escalação de Montillo, que está sem atuar pela equipe desde 28 de agosto, quanto sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda no jogo em que a equipe foi eliminada da Copa do Brasil, justamente pelo Grêmio, em Porto Alegre.

Montillo atuou de forma discreta em um treino coletivo entre os reservas do Santos e a equipe sub-20 do clube na última segunda-feira, e Claudinei fechou o treino do time por cerca de uma hora na manhã desta terça. Após a atividade, o comandante disse que irá ouvir o próprio meia argentino, além de Arouca, também recuperado de lesão muscular, para saber se ambos se sentem confiantes para atuar desde o início do jogo desta quarta.

No último domingo, Arouca entrou no lugar de Alisson no decorrer da partida contra o Botafogo, na Vila Belmiro, e por isso tem maiores chances de ser titular diante do Grêmio. Mas Claudinei prefere fazer mistério.

"O time está quase definido, mas vamos conversar principalmente com o Arouca e o Montillo. Vamos respeitar o sentimento deles. Fizemos um tático com eles, mas, a partir do momento em que forem a campo, serão cobrados pelo que eles sempre jogaram. Vamos conversar ainda se podem começar o jogo. A princípio, começam os dois, mas vou conversar com eles. Se estiverem bem, iniciam o jogo. No restante, não teremos novidades", avisou o comandante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.