Léo: "Este é o verdadeiro Santos"

Após a vitória por 3 a 1 sobre a LDU, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, o lateral-esquerdo Léo, do Santos, desabafou. "Não é desculpa, mas agora jogamos com nosso time completo. Nós perdemos o Campeonato Paulista por nossas falhas, mas não jogamos com nosso time todo". Além de Léo, Paulo César e Zé Elias também voltavam ao time.Desde que o técnico Gallo assumiu o time, o Santos optou por poupar jogadores titulares e colocar uma equipe mista. Léo conta. "Foi um risco. Mas nosso time conseguiu superar tudo. Eu estou jogando agora, mas tive apenas uma semana de recuperação. O Zé Elias e o Paulo César também estão voltando", disse o lateral, reiterando que ontem, com todos os titulares, o Santos mereceu o resultado. "Só eu sei o que passei, a dor que eu senti. Eu estava no hospital, vendo meus companheiros jogar (no Paulista) sem conseguir os resultados e você não pode fazer nada para ajudar. Eu sofri muito", disse o jogador, que foi um dos melhores ontem.O capitão Ricardinho, por sua vez, preferiu elogiar a força do grupo. "O time inteiro está de parabéns. Mostramos um grande futebol, graças à força do nosso conjunto", disse o jogador, que preferiu minimizar a atuação de Robinho para elogiar o grupo de jogadores. "Robinho nos ajudou muito, assim como todos os jogadores foram importantes para garantir a vitória", disse o capitão.Com os dois gols de ontem, Robinho assumiu a artilharia do torneio, com o atacante Bravo, do Chivas de Guadalajara, com quatro gols. Nesta quarta-feira, Robinho foi substituído por William após se desentender com o lateral Reasco, que havia dado uma entrada violenta no atacante santista. Gallo preferiu evitar uma contusão mais séria e tirou seu principal jogador.Ao sair, Robinho justificou que sentiu um princípio de cãibra, pedindo, portanto, para ser substituído no final do jogo.Os jogadores da LDU não quiseram dar entrevistas aos jornalistas brasileiros após a partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.