Washington Alves/Light Press
Washington Alves/Light Press

Léo minimiza vaias da torcida e projeta recuperação do Cruzeiro contra o Bahia

Zagueiro ressalta a dificuldade da próxima partida pelo Campeonato Brasileiro

O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2017 | 18h14

O zagueiro Léo, do Cruzeiro, procurou demonstrar - em entrevista coletiva nesta quarta-feira, em Belo Horizonte - que a derrota em casa para a Chapecoense, no domingo passado, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, está superada pelo elenco. O jogador frisou que o time pensa somente na próxima partida diante do Bahia, nesta quinta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

"Digerimos sim (derrota para a Chapecoense). Sabemos que não foi um resultado que esperávamos. Mas já pensamos no próximo jogo, que é o Bahia. Vai ser um jogo difícil, mas que com toda a força, concentração e empenho, a gente tende a fazer um bom jogo e sair com a vitória. (Bahia) Tem jogadores experientes, rápidos e velozes, a gente espera montar a nossa estratégia para ter bom êxito lá" analisou o defensor.

Léo também minimizou as críticas da torcida após a queda, dentro do Mineirão, para os catarinenses. O zagueiro considerou normal as vaias pela derrota em casa. O zagueiro também defendeu o meia Thiago Neves, um dos mais visados pelos torcedores cruzeirenses.

"A gente sabe que o torcedor está sempre do nosso lado, incentiva, é um fator positivo dentro de casa para que a gente siga os nossos objetivos. Tem que ser assim, Nós também ficamos descontentes com algumas coisas que acontecem, que fogem do nosso controle. Mas a gente procura sempre levantar a cabeça. (Thiago Neves) É um jogador que tem muita qualidade, personalidade. Com certeza, tem muito a dar para o clube", ponderou o zagueiro.

O defensor também exaltou a vinda do atacante Sassá, ex-Botafogo, que chegou a Belo Horizonte nesta quarta-feira para a assinatura do contrato com o time cruzeirense. O atleta, de 23 anos, deverá firmar acordo com o clube mineiro até 2021. Para Léo, o reforço trará mais força ao ataque do Cruzeiro.

"Um jogador que demonstrou ter muita qualidade, muita força, finaliza bem. Vem para ajudar e acrescentar bastante ao nosso elenco. Que possa fazer um bom campeonato como centroavante. Vai ser bem recebido e um jogador que a gente vai trazer pra dentro e vai ser bem enturmado para exercer seu bom futebol", finalizou.

O grupo celeste treinou nesta quarta na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte. O zagueiro Dedé, poupado da atividade, deverá ser escalado ao lado de Léo na defesa. Mas o atacante Raniel sofreu uma lesão no joelho e poderá ficar até oito semanas fora da equipe. O meio-campista Robinho também deverá estar entre os titulares.

O lateral-direito Ezequiel, do Cruzeiro, revelou otimismo para retomar o bom futebol que vinha desempenhando antes da lesão - uma inflamação no quadril - que o tirou da equipe no início de abril deste ano. Ele projeta estar entre os titulares no duelo desta quinta contra os baianos. "Sei que o Mano (Menezes, treinador) confia bastante em mim. Procuro ouvi-lo muito. Só quero retribuir esse carinho e essa confiança que eles (comissão técnica) têm por mim. Agora, vamos nos recuperar o mais rápido possível e temos condições de vencer a partida", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.