Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Léo Moura deve voltar a defender Grêmio após 2 meses e admite 'frio na barriga'

Lateral-direito de 40 anos deve enfrentar o Juventude nesta quinta-feira, pelo Gauchão

Redação, Estadão Conteúdo

27 de março de 2019 | 18h34

Por causa de uma lesão muscular, o veterano Léo Moura só atuou 45 minutos pelo Grêmio na temporada. Nesta quinta, às 21 horas, diante do Juventude, pelo duelo de volta das quartas de final do Campeonato Gaúcho, o lateral-direito deve ser escalado pelo técnico Renato Gaúcho e, aos 40 anos, admitiu sentir ansiedade pelo retorno.

Ele atuará exatos dois meses após a sua última partida, justamente contra o Juventude, em Porto Alegre, pela terceira rodada do Estadual, em 27 de janeiro, quando precisou ser substituído depois do término da etapa inicial.

"Senti um frio na barriga. Espero fazer um grande jogo. O Renato me perguntou como eu estava e eu disse que estou 100%", disse o jogador, em entrevista coletiva nesta quarta-feira. O atleta não se incomoda com a concorrência do titular Leonardo Gomes e de Rafael Galhardo, que retornou ao clube por empréstimo no início deste mês como reforço para esta posição.

"Não tenho mais preocupação com relação a isso no momento atual da minha carreira. O Renato sabe que sou um jogador vitorioso e, caso ele precise de mim, darei conta do recado, se for necessário optar por mim."

Sobre o jogo de volta diante do Juventude, nesta quinta-feira, às 21 horas, na Arena Grêmio, Léo Moura prefere não pensar na larga vantagem obtida no primeiro duelo, com a vitória, em Caxias do Sul, por 6 a 0.

"Se eu jogar, vou entrar em campo como se o jogo estivesse 0 a 0. Temos de respeitar o adversário e se tiver chance é para fazer gol", afirmou o defensor, que também reconheceu o fato de o grupo de jogadores estar atento à participação do time na Copa Libertadores.

"Lógico que pensamos na Libertadores, apesar de ainda termos mais dois jogos pelo Gaúcho antes. A situação é desconfortável, temos de recuperar e jogar bem em casa", afirmou Léo Moura.

Se no Gaúcho o time tem enorme vantagem sobre o Juventude e já pensa em São José ou São Joaquim como rival da semifinal, na Libertadores a equipe é a última colocada do Grupo H, com apenas um ponto, após duas rodadas disputadas. O próximo jogo pela competição será no próximo dia 4 de abril, contra a Universidad Católica, no Chile.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.