Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Léo Príncipe admite falha e diz que precisa evoluir no Corinthians

Lateral destaca apoio do técnico Fábio Carille

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2017 | 07h01

Léo Príncipe tem a ingrata missão de substituir Fagner, titular absoluto do Corinthians e constantemente convocado para a seleção brasileira. O garoto de 21 anos foi bem diante do Universidad de Chile, mas está longe de ser unanimidade entre os torcedores e até entre dirigentes, que buscam no mercado mais uma opção para o setor. Campeão da Copa São Paulo de 2015, Léo admite que falhou diante do Red Bull, mas espera evoluir com a ajuda do técnico Fábio Carille. 

"Foi uma falha, infelizmente. Preciso evoluir, mas o Carille sempre me dá confiança para isso. Tenho um grande exemplo aqui, que é o Fagner. Procuro assistir ele nos treinos e pegar dicas. Tenho sempre buscado evoluir dentro de campo", explicou o lateral, que se posicionou errado no lance em que resultou no gol do Red Bull, no empate em 1 a 1, pela primeira fase do Paulista. 

Carille tem em sua linha de trabalho, dar atenção para garotos vindo da base. Por isso, ele deixa claro que não pretende "abandonar" Léo Príncipe. "Todos pedem para lançar os garotos, então tem que ter paciência. Não dá para descartar um menino depois de tão pouco tempo", disse o treinador, após o confronto com os chilenos.

Léo Príncipe contou que evita acompanhar os noticiários para não se abalar com as críticas. "Procuro não ver essas coisas porque afeta ver as pessoas te criticarem. Não é legal, pois te joga para baixo. Só que eu sei que tem as críticas construtivas e, sabendo disso, eu pego elas para evoluir", contou. 

Fagner está pendurado no Campeonato Paulista, com dois cartões amarelos. Assim, caso a equipe avance e o lateral seja advertido, Léo Príncipe pode atuar na posição. 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.