Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Léo rebate críticos após empate no clássico: 'O titular do Santos sou eu'

Lateral se irrita com quem diz que ele não tem mais fôlego para jogar no time da Vila

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2013 | 08h31

SÃO PAULO - Após o empate sem gols com o Palmeiras, o experiente lateral-esquerdo Léo aproveitou para cutucar os críticos que dizem que ele não tem mais fôlego para jogar no time da Vila Belmiro e que poderia perder a posição para o jovem Emerson Palmieri. "O titular do Santos sou eu. Está tendo muita propaganda por aí, mas futebol é rendimento", disse.

O técnico Muricy Ramalho preferiu não entrar em polêmica e reforçou a tese do jogador de 37 anos. "Pelo que está jogando, o Léo é titular mesmo. Ele é experiente e ajuda o time. Já o Emerson tem um problema sério e costuma ter muitas contusões. Por isso acaba não tendo muita sequência", afirmou o treinador.

Léo teve uma boa atuação diante do Palmeiras e preferiu enaltecer a força de superação do grupo. "Esse time não fez um treino junto, acho que está muito bom. Nossa defesa está se superando e acho que o Santos soube se resguardar neste jogo. O empate por 0 a 0 ficou de bom tamanho", avisa.

O jogador concorda que a equipe ainda não rendeu o esperado, mas lembra que na hora do mata-mata as coisas são bem diferentes. "É difícil falar quem está longe ou perto do topo, o campeonato está muito equilibrado. De repente na reta final alguém arranca, faz grandes exibições e ganha", conclui

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.