Andrew Boyers/Reuters
Andrew Boyers/Reuters

Leo Silva vê Kashima motivado para buscar o 3º lugar do Mundial contra o River

Zagueiro brasileiro acredita que time japonês merece a medalha de bronze no torneio

Redação, Estadão Conteúdo

21 de dezembro de 2018 | 17h02

A derrota na semifinal para o Real Madrid por 3 a 1, na última quarta-feira, não estava nos planos, mas os jogadores do Kashima Antlers garantem que estão motivados para buscar o terceiro lugar do Mundial de Clubes da Fifa contra o River Plate, da Argentina, neste sábado, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos. É o que garante o zagueiro brasileiro Leo Silva, de 32 anos, um dos destaques da equipe japonesa.

"Nós ainda podemos conseguir alguma coisa especial, tem um bom encerramento", disse o defensor em entrevista ao site oficial da Fifa. "Penso que o time merece terminar em terceiro lugar e é isso que estamos dispostos a fazer", completou.

Há dois anos, o Kashima Antlers deu trabalho ao mesmo Real Madrid na final do Mundial, disputado no Japão. Na partida decisiva realizada no estádio Internacional, em Yokohama, o time da casa arrancou um empate por 2 a 2 no tempo normal e só sucumbiu na prorrogação ao sofrer dois gols do atacante português Cristiano Ronaldo e perder por 4 a 2.

Agora a realidade é outra e a luta pelo terceiro lugar é o objetivo dos japoneses, que enfrentarão uma equipe que ganhou o título da Copa Libertadores sobre o maior rival (Boca Juniors) há pouco mais de 10 dias, mas que sofreu uma inesperada eliminação para o modesto Al Ain, campeão dos Emirados Árabes Unidos, na semifinal disputada na última terça-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.