Leonardo agora só pensa na Fundação

Após brilhar nos gramados do mundo inteiro, o meia Leonardo decidiu encerrar sua carreira para se dedicar a uma tarefa nobre: cuidar da Fundação Gol de Letra, que mantém em parceria com Raí. O jogador, que deslumbrou os torcedores do Flamengo, São Paulo, Valencia, Kashima Antlers, Paris Saint-Germanin e Milan, com sua velocidade nas descidas ao ataque e passes precisos, disse estar ciente da decisão e pronto para o novo desafio. Desde a rescisão de seu contrato com o Flamengo, na semana passada, Leonardo tem se dedicado em tempo integral à fundação, que em agosto completa quatro anos de atividades. Cerca de 300 crianças, entre 6 e 14 anos, são beneficiadas pelo projeto que conta com uma unidade em São Paulo, no bairro do Tremembé, na zona norte, e outra em Niterói, no Grande Rio. Leia mais no Estadão

Agencia Estado,

24 Março 2002 | 10h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.