Fernando Hernandez/AP
Fernando Hernandez/AP

Leonardo vê 'vitória histórica' do PSG sobre o Valencia

Dirigente ressalta que boa atuação serviu de prova que o clube francês é uma das principais forças do futebol europeu

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2013 | 11h01

VALENCIA - Depois de ver o Paris Saint-Germain vencer o Valencia por 2 a 1, na Espanha, na última terça-feira, e ficar mais perto de avançar às quartas de final da Copa dos Campeões da Europa, o brasileiro Leonardo, diretor esportivo do clube francês, qualificou como "histórico" o triunfo da equipe. O dirigente ressaltou que a boa atuação serviu para o time provar que hoje é uma das principais forças do futebol europeu.

"Acho que hoje (terça) enviamos uma mensagem forte. Não devemos esquecer de onde viemos, onde estávamos há um ano e meio. Construir um time que mostre essa confiança e essa serenidade ao ir a Valência indica que estamos bem neste torneio", disse Leonardo.

O brasileiro não deixou de lamentar o gol sofrido pelo PSG aos 44 minutos da etapa final, assim como a expulsão de Ibrahimovic nos acréscimos do tempo normal, mas exaltou o peso do triunfo que colocou a equipe francesa em ótimas condições de assegurar a classificação no duelo de volta das oitavas de final, no próximo dia 6 de março, em Paris. "Os cinco últimos minutos não foram ideais, mas penso que conseguimos uma vitória histórica", completou.

Leonardo, entretanto, reconheceu que o time francês voltaria para casa com um "gosto um pouco amargo" pela expulsão de Ibrahimovic e por um alegado gol mal anulado pela arbitragem, que poderia ter deixado o clube em uma situação ainda mais confortável neste mata-mata continental.

O técnico Carlo Ancelotti, por sua vez, evitou a euforia após a vitória fora de casa e cobrou dos seus jogadores "a mesma atitude na partida de volta", mas elogiou a atuação da equipe. "Tivemos muitas chances de gol e nos defendemos muito bem. Foi um desempenho excelente, ainda que tenhamos tomado esse gol no final da partida. E a expulsão de Ibrahimovic não foi merecida", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.