Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Barrios está recuperado e não desfalca a seleção paraguaia e o Palmeiras

Atacante deixou o jogo com o Vasco com dores musculares

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2015 | 10h58

O atacante Lucas Barrios deixou o gramado na partida do Palmeiras contra o Vasco mancando e teve de ser substituído por Alecsandro, no segundo, tempo, e deixou muitos torcedores do Palmeiras e da seleção paraguaia preocupados, mas tudo não passou de um susto. Ainda no Brasil, ele foi avaliado pelos médicos da equipe alviverde e foi liberado para viajar.

"Ele chegou bem e não está com lesão. Estamos tranquilos quanto a isso por agora, porque acreditamos que ele vai estar em uma grande nível para nos ajudar", disse Ramón Diaz, técnico da seleção paraguaia.

Apesar da recuperação, a presença de Barrios na partida contra o Peru, sábado, ainda é incerta. Existe a possibilidade dele ser poupado e jogar apenas contra a Bolívia, na terça-feira, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção.

A condição física de Barrios é algo que tem preocupado os médicos e comissão técnica do Palmeiras. O paraguaio praticamente não teve folga nesta temporada. Ele iniciou o ano no Montpellier, da França e no meio do ano se transferiu para o time alviverde. Em seguida, foi para a Copa América e já voltou para jogar pelo Palmeiras.

Inclusive, a sua condição física é usada como argumento para o fato dele ainda não ter jogado tudo que se espera. A expectativa é que em 2016, após descansar nas férias e fazer pré-temporada, Barrios possa desempenhar o que se espera do experiente jogador.

O Palmeiras volta aos treinos na tarde desta quarta-feira, após dois dias de folga. Na quinta-feira, os atletas ainda treinam na Academia de Futebol e viajam para Atibaia, onde a delegação ficará até terça-feira. Na quarta, dia 19, o time enfrenta o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

Mais conteúdo sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.