Lesão de Cristiano faz Caio Jr. pedir reforços no Palmeiras

Cristiano ficará pelo menos um mês parado devido a uma pancada no joelho direito, sofrida durante a derrota por 2 a 0 para o Ipatinga, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Ele é a segunda baixa no ataque do Palmeiras, que já havia perdido Alemão - rompeu os ligamentos do joelho direito no clássico com o Corinthians e ficará sete meses longe dos gramados.Com isso, Caio Júnior resolveu cobrar novamente da diretoria um reforço para o ataque. ?Sei que para o Paulistão já não dá mais para inscrever, mas para o Brasileirão, precisaremos de um reforço?, comentou. Alguns nomes já foram sondados, como Alecsandro, ex-Cruzeiro e atualmente no Sporting Lisboa. ?Mas não há negociação em andamento?, diz o vice-presidente Gilberto Cipullo.Sem Cristiano e Alemão, o Palmeiras fica só com três atacantes ?de ofício?: Osmar, Florentín e Cláudio. O veterano Edmundo, para Caio Júnior, agora é um meio-campista. ?Já o William, sim, pode ser considerado um atacante?, diz o técnico, incluindo mais um jogador em sua conta de atacantes.SaláriosUm dia após voltar a reclamar do atraso dos salários, Caio Júnior mudou totalmente a postura, nesta sexta-feira. O técnico avisou que não comentará mais o assunto. ?Isso cabe exclusivamente à diretoria. Daqui por diante, gostaria que ninguém nem me perguntasse mais sobre isso, porque não vou responder.?Caio Júnior negou que isso tenha sido uma orientação da diretoria. ?Foi idéia minha?, disse. Na quinta, porém, Cipullo, ao ser informado que Caio havia tocado novamente na questão dos salários, disse ao Portal Estadão que iria ?conversar? com o treinador.Os atrasos são uma herança da diretoria anterior, comandada por Salvador Hugo Palaia. Os novos diretores têm tentado criar novas fontes de renda, como patrocínio nas mangas da camisa, mas nenhuma idéia vingou ainda.Outro estrangeiroAlém de contar com o meia Valdivia e o atacante Florentín, o Palmeiras poderá contratar mais um jogador estrangeiro. O zagueiro peruano John Galliquio declarou nesta sexta-feira que recebeu uma oferta para defender a equipe do Palestra Itália. O jogador de 28 anos tem passagens pelo Universitario Deportes de Lima, Deportivo San Martín e Racing, da Argentina."O Palmeiras é uma verdade, mas não posso assegurar nada", comentou o defensor, que também revelou ter uma proposta para voltar a jogar no Universitário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.