Lesão de Messi não é agravada após jogo com PSG

Lionel Messi foi decisivo nos 33 minutos que atuou diante do Paris Saint-Germain, no empate por 1 a 1 da última quarta-feira, no Camp Nou, que garantiu o Barcelona nas semifinais da Liga dos Campeões. Criador da jogada do gol de empate espanhol, marcado por Pedro, o argentino, no entanto, deu claras demonstrações que não estava em suas melhores condições físicas, ainda sentindo uma lesão muscular na perna direita.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2013 | 09h25

Messi havia sido dúvida durante toda a semana, após sofrer a lesão na primeira partida diante do PSG, e só entrou no segundo tempo da última quarta. Havia o temor de que a lesão fosse agravada se ele atuasse, o que acabou não acontecendo. Exames médicos realizados nesta quinta comprovaram que o jogador não sofreu qualquer tipo de piora em seu quadro após o jogo no Camp Nou.

"Lionel Messi foi submetido nesta manhã a diferentes testes médicos para comprovar se havia sofrido recaída da lesão no bíceps femoral da perna direita. Os testes realizados comprovaram que a lesão não sofreu nenhuma piora e nenhuma variação. O jogador seguirá com a agenda de recuperação estabelecida e sua evolução marcará a disponibilidade para as próximas partidas", apontou comunicado divulgado pelo clube.

Mesmo com a garantia de que não houve agravamento da lesão, a tendência é que Messi seja poupado no final de semana, até porque o jogador ainda não está 100% fisicamente. Com isso, ele deve ficar de fora do confronto diante do Zaragoza, neste domingo, fora de casa, pelo Campeonato Espanhol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaMessi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.