Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Lesão no joelho pode tirar atacante Matheus Cunha dos gramados por até 2 meses

Atacante deve perder jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo e oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa

Redação, Estadão Conteúdo

17 de fevereiro de 2022 | 14h47

O atacante brasileiro Matheus Cunha deverá ficar afastado dos gramados por dois meses, o que o fará perder os jogos da seleção contra Bolívia e Chile, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, caso seja convocado pelo técnico Tite, segundo divulgou nesta quinta-feira um comunicado oficial do Atlético de Madrid.

De acordo com o clube espanhol, o jogador sofreu um estiramento de alto grau no ligamento lateral interno do joelho direito. Matheus Cunha se contundiu aos 20 minutos do segundo tempo do jogo de quarta-feira contra o Levante, pelo Campeonato Espanhol, quando um zagueiro rival caiu sobre a perna dele.

O brasileiro foi submetido a exames médicos em uma unidade médica localizada na Universidade de Navarra, em Madri, quando foi detectado o alcance da lesão. De acordo com o Atlético de Madrid, o tipo da lesão do atacante, considerada de "alto grau", requer em torno de dois meses de afastamento, embora tenha sido indicado que a evolução do jogador poderá mudar o período para recuperação.

Matheus Cunha deverá ficar fora até meados de abril, o que significará perder, pelo menos, os 10 próximos jogos do clube da capital espanhola, entre eles os duelos contra o Manchester United, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.