Lesionado, Diego Costa é cortado de convocação da Espanha

Atacante passa por exames que constatam lesão no bíceps femoral da perna esquerda. Ele ainda não marcou gols pela Fúria

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2014 | 13h45

Diego Costa segue sem sorte neste início de caminhada com a seleção espanhola. Após atuações ruins na Copa do Mundo e no amistoso de quinta-feira contra a França, o atacante foi cortado da estreia nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2016. Lesionado, ele não teria condições de enfrentar a Macedônia na próxima segunda, em Valência, e por isso acabou excluído.

A seleção espanhola informou nesta sexta-feira que o jogador nascido no Brasil já deixou a concentração. De acordo com a nota, Diego Costa passou por exames durante o dia que apontaram uma lesão no bíceps femoral da perna esquerda. Ele reclamou de dores depois do duelo contra a França, e por isso foi examinado.

Sem atuar na segunda-feira, Diego Costa terá que esperar por uma nova chance de se destacar pela seleção. Ele segue sem marcar com a camisa do país e foi bastante questionado após o amistoso diante dos franceses. Na ocasião, o técnico Vicente del Bosque disse que o jogador "traz coisas positivas" à equipe e prometeu adaptá-la ao estilo de jogo dele.

O curioso é que o inferno astral de Diego Costa com a seleção espanhola contrasta com um de seus melhores momentos na carreira. Contratado durante a pré-temporada pelo Chelsea junto ao Atlético de Madrid, o atacante não teve qualquer problema de adaptação e já é o artilheiro do Campeonato Inglês, com quatro gols em três jogos disputados.

Sem Diego Costa, Vicente del Bosque já anunciou o substituto. Será o jovem Munir, de apenas 19 anos, que vem tendo um ótimo início de temporada no Barcelona. O sucesso do jogador tem acontecido em velocidade surpreendente, já que até o fim da temporada passada ele estava na equipe B do clube catalão. O atacante estava treinando com a seleção sub-21 da Espanha e agora foi chamado pela primeira vez para o time principal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.