Cesar Greco|Ag. Palmeiras
Cesar Greco|Ag. Palmeiras

Lesões fizeram Cleiton Xavier pensar em aposentadoria no Palmeiras

Meia voltou aos gramados após quase oito meses

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

15 de abril de 2016 | 20h16

O dia foi de desabafo no Palmeiras. De volta aos gramados após quase oito meses, Cleiton Xavier deu entrevista coletiva nesta sexta-feira e lembrou do período em que ficou sem conseguir jogar, por causa de problemas físicos. O meia contou que cogitou até a aposentadoria.

"Passou muito pela minha cabeça (parar de jogar), porque nunca aconteceu isso na minha carreira. Não seria justo poder estar aqui, sem fazer o que gosto e ajudar o time. Várias vezes passou pela minha cabeça pedir para sair ou não receber salários, para diminuir as críticas, mas já ficou para trás", disse o meia, que entrou no segundo tempo da partida contra o River Plate-URU e deu boa movimentação ao time alviverde.

Cleiton Xavier contou que ficava chateado ao ver os comentários sobre sua condição física e as humilhações que teve de aguentar. "É triste ouvir isso, principalmente porque uma das pessoas que mais sofria com isso era eu. Minha família sabia e como disse, pensei em largar de jogar, porque realmente nunca aconteceu isso comigo. Pelos clubes que passei, sempre joguei quase todas as partidas. De repente, você se vê quase um ano sem atuar. É complicado."

Mesmo sem jogar por tanto tempo, o meia continua cheio de moral com a torcida. Antes da bola rolar, foi um dos nomes mais aplaudidos quando o sistema de som divulgava a escalação e o banco de reservas. Quanto entrou, também recebeu bastante apoio.

"É um carinho recíproco e sou muito grato por isso. Entendo algumas críticas, pelo tempo que fiquei sem atuar, mas fico feliz pelo apoio da torcida e espero dar uma resposta positiva daqui para frente", projetou.

O jogador, inclusive, tem chance de ser titular na partida contra o São Bernardo, segunda-feira, às 21h, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.