Divulgação
Divulgação

Levir admite erro da arbitragem em favor do Flu, mas minimiza

Juiz marcou pênalti em falta de Victor Ramos sobre Wellington fora da área

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2016 | 12h12

O Fluminense mais uma vez foi pivô de uma polêmica de arbitragem. Na sexta-feira à noite, empatou em 2 a 2 com o Vitória graças a um gol originário de um pênalti mal marcado. Wellington foi puxado por Victor Ramos fora da área, mas caiu dentro dela. Nielson Nogueira Dias até consultou o auxiliar, mas marcou o pênalti, que Richarlison converteu.

Após a partida, Levir Culpi foi questionado sobre o lance. Sempre sincero, admitiu o erro do árbitro. "Me falaram que a falta foi fora da área. Eu ainda não vi. Me parece que foi um erro de arbitragem", reconheceu, tratando logo de minimizar: "Se colocarmos os erros que prejudicaram o Flu, teríamos mais pontos do que temos hoje".

O Fluminense chegou a entrar na Justiça Desportiva para anular o resultado do Fla-Flu, reclamando que o árbitro daquela partida, Sandro Meira Ricci, contou com ajuda de recursos externos para anular um gol da equipe.

Desde então, o Fluminense não conseguiu mais vencer. Nem o retorno ao Maracanã após quase um ano ajudou. "Ficamos devendo para o torcedor. Era jogo para vencer. Tínhamos seis jogos. Precisávamos de quatro vitórias e um empate. Agora diminuiu. Temos que ganhar quatro. A conta é essa. Como conseguir? Focando no próximo adversário", disse Levir.

O treinador sonha com o Fluminense conquistando vaga na Libertadores. A equipe tem 48 pontos, um a menos que o Corinthians, sexto colocado, que ainda joga por esta 33.ª rodada. Na próxima rodada, o Flu visita o Cruzeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.