Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Levir ainda lamenta goleada contra o Santos: 'Foi como sexo sem orgasmo'

Treinador do Atlético-MG mostra bom humor em entrevista coletiva

Estadão Conteúdo

18 de setembro de 2015 | 19h33

A surpreendente goleada por 4 a 0 sofrida diante do Santos, na última quarta-feira, ainda tira o sono de alguns no Atlético-MG. O técnico Levir Culpi, por exemplo, não esqueceu a queda na Vila Belmiro. Perguntado sobre o assunto na entrevista coletiva desta sexta, o treinador mostrou o bom humor costumeiro e disparou mais uma frase marcante.

"Aquilo foi quase um sexo sem orgasmo. Fomos para o jogo e não foi bom, teve um final que foi horrível. O que se faz quando tem sexo sem orgasmo? Se prepara para a próxima. A gente vai para a próxima e vai ter mais. Tecnicamente seria isso", declarou, aos risos.

No treino desta sexta, Levir levou um susto ao não poder contar com Dátolo. O argentino voltará a ser titular na meia, graças á suspensão de Giovanni Augusto, mas foi poupado da atividade por conta de um desgaste muscular. Apesar da preocupação, ele deve pegar o Flamengo, domingo, no Independência.

"Foi um problema, sim. A preocupação é essa, de preservar, ter condições de jogo. E vamos ver isso amanhã (sábado). Nesse momento agudo, jogando quarta e domingo, procuramos controlar os jogadores com relação à parte física", explicou.

Sem Dátolo, Thiago Ribeiro foi testado entre os titulares. O provável time do Atlético-MG para este domingo tem: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Luan e Dátolo; Carlos e Lucas Pratto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGLevir Culpi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.