Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Levir confirma que Maicosuel está fora do time titular do Atlético

Meia não enfrenta o Guarani neste domingo pelo Mineiro

Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2015 | 20h33

Criticado pela torcida e em meio a um início de temporada fraco, o meia Maicosuel perdeu a titularidade no Atlético-MG. Quem confirmou isto foi o próprio técnico Levir Culpi, que criticou o futebol que o jogador vem desempenhando nas últimas partidas e adiantou que ele perderá a vaga para o duelo diante do Guarani, neste domingo, pelo Campeonato Mineiro.

"Os números dele não o credenciam a ser titular, tanto que não vai jogar o próximo jogo", declarou Levir nesta sexta. "Amanhã (sábado) vamos definir essa situação (do substituto). Se for ver em relação aos números, o técnico tem que ser demitido. Mas os números têm que ser interpretados corretamente também."

Maicosuel foi um dos destaques negativos da surpreendente derrota do Atlético-MG em casa diante do Atlas, quarta-feira, pela Libertadores. Foi o ponto final em sua sequência como titular, que vinha desde o jogo contra o Democrata, pela segunda rodada do Mineiro. Resta saber quem ocupará sua vaga agora: Carlos ou Cárdenas.

Quem com certeza não estará em campo no domingo é Douglas Santos. O jogador é titular da lateral esquerda do Atlético-MG, mas se recuperou somente durante a semana de uma lesão no ligamento do joelho esquerdo e, segundo Levir, ainda não reúne condições físicas para atuar 90 minutos.

"O Douglas é difícil porque um dos maiores problemas do futebol é a recidiva. Então, a gente tem que tomar cuidado para ele não sentir novamente. Ele tem que passar por todos esses testes, começou a treinar em campo pequeno, vai aumentando o tamanho até fazer o campo normal. Isso não impede que ele possa sentir novamente, mas te dá uma segurança um pouco maior", comentou.

O treinador ainda pediu reação ao elenco, após o péssimo resultado no meio da semana. "Quando terminou esse último jogo, o clima no vestiário era de velório, todo mundo triste, mas, às vezes, desse sentimento, nasce uma reação. O importante é você não passar culpa para os outros, não começar a achar culpado disso e daquilo. Tendo um grupo consciente e confiante, você passa por esses momentos como todos nós passamos durante o ano inteiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.