Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Levir Culpi celebra dia que 'deu tudo certo' no Atlético-MG

Treinador lamenta número de chances de gol perdidas contra o Santos

Agência Estado

19 de maio de 2014 | 08h52

CUIABÁ - O técnico Levir Culpi festejou a vitória do Atlético Mineiro por 2 a 1 sobre o Santos, domingo, na Arena Pantanal, e avaliou que tudo "deu certo" para o seu time no confronto, válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador atleticano lembrou que o time precisou superar dificuldades, especialmente o excesso de desfalques, e foi superior ao adversário, demonstrando a força do seu elenco.

"Deu tudo certo. Uma vitória assim é boa para todo mundo, jogadores que não tiveram oportunidade e estão entrando, isso aumenta a concorrência no elenco. Foi uma boa atuação, ainda mais se considerarmos as dificuldades na formação do time. Houve um equilíbrio, com um desequilíbrio mais a nosso favor. Estivemos mais próximos da vitória e, por isso, acho que ela foi merecida", analisou.

Após terminar o primeiro tempo perdendo por 1 a 0, Levir optou por trocar um volante - Rosinei - por um atacante - Carlos. Depois disso, o Atlético-MG conseguiu a virada, mas Levir minimizou a importância da mudança para o triunfo da sua equipe.

"Não acho que houve assim uma mudança estratégica que determinou a virada. Acontece uma série de situações. No primeiro tempo, por exemplo, achei que a gente não merecia o resultado contra, no mínimo um empate. Hoje, tomamos decisões que deram certo", acrescentou.

Para Levir, o Atlético-MG poderia ter conquistado a vitória até com mais facilidade se não tivesse desperdiçado tantas chances de gol. "Podemos considerar alguns lances como erros de finalização porque as oportunidades foram muito boas e nos precipitamos um pouco, principalmente em algumas cabeçadas que estavam relativamente fáceis, mas podemos corrigir isso com treino", disse.

Com muitos jogadores lesionados, o Atlético-MG enfrentou o Santos com 11 desfalques. E esse problema vai aumentar no próximo compromisso, pois o goleiro Victor e o zagueiro Leonardo Silva receberam o terceiro cartão amarelo, enquanto o também zagueiro Otamendi irá se apresentar à seleção argentina.

Levir destacou que os reservas precisam mostrar personalidade e aproveitar essas chances. "Procuro sempre ver por esse lado, da oportunidade. Vai abrir vaga e todos querem jogar. O cara tem que dar a vida para se manter na equipe e, se tiver um nível de aproveitam excelente, pode ficar", comentou.

Com a vitória de domingo, o Atlético-MG chegou aos sete pontos, na 11ª colocação no Campeonato Brasileiro. O time volta a entrar em campo na próxima quinta-feira, quando vai enfrentar o Vitória, fora de casa, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.