Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Levir Culpi projeta reforços no Atlético-MG e espera Maicosuel

Meia que estava no futebol italiano, tem pré-contrato assinado com o clube mineiro

Agência Estado

26 de maio de 2014 | 13h01

IPATINGA - O Atlético-MG decepcionou sua torcida ao não conseguir passar de um empate por 0 a 0 com o Criciúma, no último domingo, em Ipatinga, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Ao analisar a atuação da sua equipe, o técnico Levir Culpi disse que hoje lhe falta uma base melhor de jogadores, tendo em vista também o grande número de atletas que estão machucados, e admitiu a necessidade da chegada de reforços para compor o elenco atleticano.

O treinador reconheceu, inclusive, que o clube busca uma peça de reposição para Fernandinho, cujo contrato de empréstimo ao Al Jazira, dos Emirados Árabes, se encerra em junho.

Maicosuel, que estava na Udinese, da Itália, poderá ser anunciado oficialmente como reforço do clube nas próximas horas. O jogador já havia assinado um pré-contrato com a equipe mineira, mas o acerto ainda não está garantido.

Ainda sem saber se poderá ter Maicosuel como reforço, Levir disse que o clube está "estudando alguns nomes e que a diretoria está muito atenta". "Vamos analisar e na hora certa a gente vai definir", disse o comandante ao projetar os novos reforços.

Já ao falar mais especificamente do empate com o Criciúma, Levir exibiu um discurso um pouco confuso ao dizer que o Atlético esteve perto de ser derrotado, mas ao mesmo tempo ficou próximo de somar três pontos.

"Mais uma vez, foi um jogo muito desgastante na parte física. A primeira dificuldade já foi o gramado alto, isso puxou muito a parte física do jogo. Criamos as melhores oportunidades, mas também estivemos perto de perder porque eles tiveram duas ou três oportunidades. Faltou competência na finalização, as duas partes, mas, pelas chances, estivemos mais perto da vitória. Com uma finalização um pouco mais qualificada, poderíamos ter conquistado", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.