Mailson Santana|Divulgação
Mailson Santana|Divulgação

Levir Culpi se oferece para treinar voluntariamente a Chapecoense

Técnico usou as redes sociais para oferecer seus serviços ao clube catarinense

O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2016 | 11h01

Desempregado desde que foi demitido do Fluminense dia 6 de novembro, Levir Culpi se colocou à disposição da Chapecoense até o fim do Campeonato Catarinense de 2017. A equipe perdeu a grande maioria de seu elenco e comissão técnica em acidente aéreo na Colômbia.

Por meio de rede social, Levir Culpi se dispôs a trabalhar na Chapecoense de forma voluntária, deixando apenas com que a diretoria do time aceite ou não a proposta. O técnico deixou o Fluminense após perder por 4 a 2 para o Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro. Ao todo, foram 52 jogos, sendo 22 vitórias, 15 empates e 15 derrotas.

Há dois anos, o técnico já havia demonstrado interesse em treinar o time. Além disso, Levir tem amizade com o presidente do conselho deliberativo da Chapecoense, Plínio David de Nes Filho, o que poderia facilitar a nomeação do novo comandante.

Caio Júnior era o comandante da Chapecoense neste ano, conduzindo a equipe a sua primeira final em um torneio internacional. Após o acidente que vitimou o treinador e mais 70 pessoas, a Conmebol anunciou nesta segunda-feira que o time catarinense é o campeão da Copa Sul-Americana.

Antes de treinar o Fluminense, Levir teve a sua quarta passagem pelo Atlético Mineiro como técnico, entre 2014 e 2015. No primeiro destes dois anos, ele faturou o título da Copa do Brasil e levou o time à Libertadores do ano seguinte. A Chapecoense disputará a competição continental em 2017 por ter sido declarada campeã da Copa Sul-Americana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.