Levir elogia 'frenesi' e diz que jogadores quase 'quebraram o pau' no vestiário

Apesar de suposta encrenca, técnico falou que foi uma discussão forte e em alto nível

Estadão Conteúdo

27 Outubro 2016 | 19h58

Na véspera de reencontrar o Maracanã após um ano, o Fluminense foi ao maior estádio do Rio para um treino de reconhecimento nesta quinta-feira, mas o clima não foi nada descontraído. Pelo que contou orgulhosamente o técnico Levir Culpi, os jogadores do Flu quase "quebraram o pau" no vestiário antes do treino.

"Tivemos uma reunião hoje (quinta) que deveria ser de 30 minutos, mas passou de uma hora. Houve frenesi durante a nossa conversa e os jogadores falaram forte", contou Levir, que queria isso mesmo do elenco. "Gostei muito da participação. Foi muito legal. Ninguém falou um palavrão. Foi em alto nível. Uma discussão forte. Isso faz parte do nosso trabalho", comentou.

O treinador, depois, traduziu o que chamou de "frenesi": "Frenesi é mais ou menos assim... o equivalente a quebrar o pau. Quase fomos para a porrada no vestiário", revelou, tranquilo. "Isso vai fazer com que o time entre mais concentrado amanhã (quinta). Gostei da participação de todos. Todos deram opinião."

O Fluminense encara o Vitória na sexta-feira, às 19h30, no Maracanã, bastante pressionado. A equipe não ganha há quatro rodadas, período em que somou apenas um ponto, e caiu para o nono lugar, com 47 pontos. Se não vencer, pode ver o G6 ainda mais distante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.