Cesar Greco/ Divulgação
Cesar Greco/ Divulgação

Levir elogia Leandro Donizete: 'Acho meio grosso, mas é eficiente'

'Difícil fazer um caneleiro como ele jogar', avalia técnico

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2015 | 10h44

Existem formas e formas de se elogiar um jogador. O técnico Levir Culpi escolheu uma pouco peculiar para exaltar a atuação do volante Leandro Donizete na vitória do Atlético-MG, por 2 a 1 sobre o Palmeiras, domingo, no Independência. Na base da sinceridade, o treinador evidenciou os defeitos do seu meio-campista.

"Gostaria de fazer um elogio a um jogador nosso: Leandro Donizete. Não gosto do estilo dele de jogar. Acho ele meio grosso. Mas ele é um cara eficiente. Ele não tem, ou não tinha, a qualidade para sair jogando. Mas hoje (domingo) ele fez de tudo. É mais fácil fazer um jogador técnico marcar, que um caneleiro, assim como ele, jogar", comentou Levir.

Outro que recebeu um elogio peculiar do treinador na entrevista coletiva pós-jogo foi o lateral Patric, que estava afastado enquanto não definia sua renovação contratual. "O Patric dominou uma bola ali, que já pode fazer um contrato novo. Ele nunca mais vai dominar a bola desse jeito. Nunca mais. É outro que não tem muita técnica, mas tem uma leitura de jogo legal. Tem vontade e intensidade."

Sobre o jogo em si, o treinador comemorou a vitória que recolocou o Atlético na briga pelo título. "Estou muito feliz com resultado e, especialmente, com a atuação dos jogadores. O empenho físico foi elogiável, das duas equipes. O Palmeiras tem força física, jogadores de porte excelente. Foi um jogo muito intenso, com mudanças táticas e técnicas durante o jogo."

Mais conteúdo sobre:
futebolAtlético-MGBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.