Levir nega acerto com o Corinthians

O técnico do Botafogo, Levir Culpi, admitiu hoje que um resultado adverso contra o Marília, sábado, no Caio Martins, pelo quadrangular final da Série B do Campeonato Brasileiro, pode causar a sua demissão. O treinador, porém, negou que tenha acertado contrato com o Corinthians para trabalhar no clube paulista em 2004. "Tenho uma enorme responsabilidade no Botafogo e, no momento, só penso na classificação para a Primeira Divisão", afirmou. A declaração de Levir parecia um reflexo do que havia acontecido durante o coletivo. O time reserva vencera os titulares por 7 a 3, com destaque para o meia Têti, autor de três gols, e de Lázaro, terceiro goleiro do Alvinegro. Ele jogou de ponta-direita e marcou um belo gol de voleio. O desempenho dos titulares irritou Levir Culpi. O treinador, inclusive, se viu obrigado a realizar diversas modificações na equipe tal era a apatia dos jogadores. Ele chegou a substituir o atacante Leandrão pelo volante Gedeil, adiantando Almir para o ataque. Minutos depois, Leandrão retornou para atuar ao lado de Dill. Apesar da irritação, Levir disse não ter ficado preocupado com uma possível atuação ruim contra o Marília. "O treinamento foi bom. Ele mantém os atletas bem fisicamente. Ao mesmo tempo, trabalhamos a parte psicológica de todo o elenco", contou o treinador. Levir também teve que fazer duas mudanças no time titular por causa de contusão. O lateral-direito Eliseu, que já vai substituir Márcio Gomes (está machucado), foi poupado devido a uma tendinite. Mas ele não deve ser problema para o jogo. Já o volante Túlio preocupa os médicos do clube. O jogador reclamou de dores no púbis e cedeu seu lugar a Valdo. "Estou bem melhor da lesão no meu braço esquerdo. Eu me sinto confiante em iniciar uma partida", disse Valdo. Mesmo assim, Levir ainda não decidiu se o veterano atleta vai continuar no banco de reservas. Como tem surpreendido nas escalações do Botafogo, nos minutos que antecedem os jogos, o treinador pode optar pela entrada do jogador. E, até mesmo, confirmar Almir entre os titulares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.