Levir prega cautela e pede para Atlético-MG não 'afrouxar' na reta final

Após realizar treinamento na praia de Boa Viagem, no Recife, neste sábado, o técnico Levir Culpi pediu aos seus comandados no Atlético Mineiro cautela para enfrentar o Sport às 18h30 de domingo, na Ilha do Retiro, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2015 | 21h01

"Todos os resultados são possíveis ainda, faltando oito jogos para terminar o campeonato. Está todo mundo vivo e não há como afrouxar, você tem que estar ligado, essa é uma responsabilidade minha, da comissão técnica, manter todo mundo alegre e focado no trabalho. Estamos nesse momento, todos procurando fazer o melhor", comentou o técnico.

A oito rodadas do fim do Brasileirão, o Atlético-MG segue firme na perseguição ao líder Corinthians. Enquanto o time mineiro soma 59 pontos, os paulistas estão cinco pontos à frente e enfrentam o Atlético-PR na Arena da Baixada neste domingo.

Para o jogo diante do Sport, Levir Culpi vê o cansaço da equipe como problema a ser enfrentado, mas não deve mudar o estilo de jogo. "Ainda temos algumas precauções. O Douglas está desgastado das viagens com a Seleção, e o Giovanni, do jogo fortíssimo com o Inter, mas, de modo geral, não tem muito problema, a base do time será mantida", disse.

O treinador não poderá contar com o atacante Luan, suspenso após levar o terceiro cartão amarelo, além de Dátolo e Leonardo Silva, lesionados. Mesmo assim, Levir crê na capacidade de todo elenco.

"Existe sempre a possibilidade de entrar jogadores como Patric, Carlos, Luan, Thiago Ribeiro, Pratto, Cardenas. Dependendo do jogo, há alguma situação específica para um determinado jogador, a gente pode mudar um ou outro", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.