Levir só tem problemas no Atlético-PR

O técnico Levir Culpi tem uma série de problemas para escalar o Atlético-PR que enfrenta o Guarani, neste sábado, às 16 horas, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Nem mesmo o esquema tático está definido, com o time podendo entrar com dois ou três zagueiros. Além disso, o Atlético foi denunciado no Tribunal de Justiça Desportiva da CBF por provável escalação irregular do goleiro Diego e corre o risco de perder seis pontos como aconteceu com o Coritiba. Desde o início da semana, o técnico já sabia que não tinha condições de utilizar os atacantes Ilan, suspenso, e Dagoberto, contundido, além do zagueiro Rogério Corrêa, também lesionado. Nos treinamentos, o volante Alan Bahia sentiu uma lesão no joelho direito, enquanto o goleiro Diego reclamou de uma fisgada na coxa esquerda. Os dois são dúvida. "Vamos sofrer um pouquinho, pois perdemos jogadores importantes em um momento muito difícil da competição, mas a confiança é total", disse Levir. Segundo ele, a base do time é "sólida e segura". "Dá para mexer com algumas peças sem problema." Para o ataque foram definidos os jogadores Renna, que já estava no time desde o início do ano, e Dennys, que acaba de chegar. "O Levir conhece pouco a gente, por isso temos que mostrar qualidade nos treinamentos e jogos", afirmou Renna. Se Alan Bahia não puder atuar, o técnico poderá entrar com Fabiano, que seria um terceiro zagueiro, ou com Bruno Lança, mantendo a mesma formação tática. O goleiro Diego também viajou com a delegação, apesar de ainda reclamar de dores. Cléber está preparado para substituí-lo. "É difícil o goleiro se machucar. Quando surge uma oportunidade tem que mostrar trabalho."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.