Reuters
Reuters

Lewandowski, Cristiano Ronaldo e Messi são os finalistas do prêmio de melhor do mundo

Fifa revela o nome dos concorrentes a receberem a honraria, que será entregue na próxima quinta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2020 | 12h56

A Fifa anunciou nesta sexta-feira os três finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo em 2020. Mais uma vez, o português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi estão entre candidatos. A novidade desta vez é a presença do polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique. A cerimônia virtual de entrega da premiação será na próxima quinta-feira.

Os três finalistas ao prêmio de melhor do mundo saíram de uma relação inicial de 11 nomes, que havia sido divulgada pela Fifa em 25 de novembro. Assim, Lewandoski, Cristiano Ronaldo e Messi, os três mais votados, avançaram, com Thiago Alcântara (Bayern de Munique/Liverpool), De Bruyne (Manchester City), Mané (Liverpool), Mbappé (PSG), Neymar (PSG), Sergio Ramos (Real Madrid), Salah (Liverpool) e Van Dijk (Liverpool) ficando fora da lista restrita.

A disputa pelo prêmio de melhor jogadora envolverá a inglesa Lucy Bronze, do Manchester City, a dinamarquesa Pernille Harder, do Chelsea, e a francesa Wendie Henard, do Lyon.

O período de avaliação para os concorrentes foi de 8 de julho de 2019 a 7 de outubro de 2020. Já a votação foi encerrada na última quarta-feira e envolveu técnicos e capitães das seleções nacionais, um jornalista por país afiliado à Fifa e torcedores.  

A Fifa também anunciou os concorrentes de outras premiações individuais. E há um brasileiro na disputa: Alisson. E o jogador do Liverpool concorrerá ao prêmio de melhor  goleiro contra o alemão Neuer, do Bayern de Munique, e o eslovaco Oblak, do Atlético de Madrid.

No Prêmio Puskás, que teve seus finalistas selecionados pelos componentes do Fifa Legends e por votação popular, há um representante do futebol nacional: Arrascaeta, do Flamengo. Ele concorre com Luis Suárez, ex-Barcelona e hoje no Atlético de Madrid, e Heung-min Son, do Tottenham, por um gol em jogo com o Burnley.

A disputa de melhor goleira está entre a francesa Sarah Bouhaddi (Lyon), a chilena Christiane Endler (Paris Saint-Germain) e a americana Alyssa Naeher (Chicago Red Stars).

O prêmio de melhor técnico de uma equipe masculina ficará entre o argentino Marcelo Bielsa, do Leeds, e os alemães Hans-Dieter Flick, do Bayern de Munique, e Jürgen Klopp, do Liverpool.

Já a disputa de melhor treinador de uma equipe feminina envolve a inglesa Emma Hayes, do Chelsea, o francês Jean-Luc Vasseur, do Lyon, e a holandesa Sarina Wiegman, que dirige a sua seleção nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.