Benjamin Cremel/AFP
Benjamin Cremel/AFP

Lewandowski e Falcao dão o tom no duelo entre Polônia e Colômbia

Após derrotas na estreias, seleções buscam recuperação para continuar sonhando com ida às oitavas de final

O Estado de S.Paulo

24 Junho 2018 | 05h00

Polônia e Colômbia se enfrentam neste domingo, às 15 horas (de Brasília), na Arena Kazan, em Kazan, com um único pensamento: a vitória. Nada mais interessa para as duas seleções, que estrearam na Copa do Mundo da Rússia com derrotas diante de Senegal (2 a 1) e Japão (2 a 1), respectivamente.

+ Técnico da Polônia prevê jogo difícil, mas 'crê fortemente' na vitória

+ Pékerman diz que James Rodríguez deve começar jogo contra a Polônia

Resultados considerados zebras, que não estavam nos planos das equipes. Agora, para conquistar os primeiros três pontos no Grupo H, os times confiam em seus camisas 9: Robert Lewandowski pelo lado polonês e Radamel Falcao García pelo esquadrão colombiano.

Apesar da experiência dos atacantes, o Mundial da Rússia é o primeiro de ambos. Portanto, as estreias com derrota e sem balançar as redes são as únicas referências dos jogadores em Copas. E eles querem apagar esse retrospecto negativo. Mais do que isso, visam manter vivas as chances de levar suas seleções para as oitavas de final. Mais una derrota significa praticamente dar adeus à competição já na primeira fase.

 

O próprio Falcao Garcia mostrou preocupação com o atacante polonês. "Lewandowski é um artilheiro que pode concluir as chances que lhe são criadas dentro da área", afirmou o colombiano.

O auxiliar técnico da Polônia, Hubert Malowiejski, falou sobre o potencial do adversário. "Eles têm grandes jogadores, jogam juntos há seis anos sob o comando do mesmo técnico (o argentino José Pekerman) e foram bem na última Copa. Certamente será um jogo complicado", disse, ao citar o atacante colombiano como um dos pontos fortes do rival.

Robert Lewandowski tem 29 anos e já atuou 95 vezes com a camisa da seleção. Fez 55 gols - média de um gol a cada dois jogos. Mas passou em branco na estreia contra Senegal. Mantido o histórico do atacante do Bayern de Munique, a rede colombiana vai balançar.

Falcao García tem 32 anos e já entrou em campo 73 vezes pela Colômbia. Fez 29 gols - um gol a cada três partidas. Não marcou na estreia da Copa contra o Japão e também não fez diante do Egito, no último amistoso antes do Mundial. Mantida a escrita, é promessa de gol para cima dos poloneses.

O desafio para o time de Robert Lewandowski é voltar a apresentar um bom futebol. No primeiro jogo, o atacante esteve apagado, assim como o resto da equipe, que foi dominada pelos africanos. O resultado negativo surpreendeu pelo fato de o elenco polonês ser mais qualificado, mas, na prática, os senegaleses jogaram melhor e mereceram vencer. Desta vez, o técnico Adam Nawalka deve fazer mudanças para deixar a equipe mais ofensiva.

Já o objetivo da equipe de Falcao Garcia é manter o psicológico equilibrado e fazer valer o conjunto. Na estreia, os colombianos viram o volante Carlos Sánchez ser expulso aos dois minutos de jogo, ao colocar a mão na bola dentro da área para evitar um gol dos japoneses. Com um jogador a menos durante toda a partida, ficou difícil evitar a derrota. Agora, José Pekerman trabalhou para o time entrar mais focado desde o início do confronto.

Com mais talentos individuais, a Colômbia necessita fazer o seu meio de campo funcionar para a bola chegar a Falcao García com qualidade. James Rodríguez, que ficou no banco de reservas no primeiro jogo porque se recupera de lesão, deve iniciar a partida contra a Polônia. E junto com Cuadrado e Quintero tem a missão de envolver a defesa polonesa, que falhou bastante.

A batalha entre Polônia e Colômbia fecha a segunda rodada da primeira fase da Copa do Mundo em jogo que deve ser intenso, com as equipes buscando o ataque. Afinal, com os matadores Lewandowski e Falcao García em campo prevalece a esperança em seguir no Mundial.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.