LG ganha ação contra o São Paulo

Parece que o presidente do São Paulo, Marcelo Portugal Gouvêa, não vai conseguir relaxar nesse réveillon. A briga com a LG, atual patrocinadora do time, e acabou na Justiça. Nesta terça-feira, a empresa coreana comunicou, por meio de nota oficial, que obteve decisão favorável proferida pelo juiz da 4ª Vara Cível de São Paulo, Celso Maziteli Neto. ?LG Eletronics comunica a continuidade da parceria estabelecida entre LG e o São Paulo Futebol Clube, desde 2001, para 2004?, diz o comunicado. O entrave começou no domingo, quando Gouvêa anunciou publicamente que o clube estava ?fechado? com a multinacional alemã de comunicação, Siemens. uma vez que a proposta dos europeus era superior. O cartola alegou que a oferta alemã foi comunicada aos executivos da LG, que não conseguiram igualá-la. Os coreanos, por sua vez, alegam que o prazo para a formulação de uma contra-oferta definitiva termina nesta quarta-feira, último dia de vigor do atual contrato. Segundo a assessoria da LG, a empresa só voltará a se manifestar sobre o assunto a partir do dia 5. Porém, não deixaram de cutucar a diretoria do clube na última frase da nota oficial. ?A decisão da Justiça contribuirá para o relacionamento harmonioso e de respeito mútuo que sempre norteou as relações entre a LG e o São Paulo Futebol Clube.? O tom é irônico, uma vez que os representantes da empresa não escondem o descontentamento pelo forma como Gouvêa conduziu todo o processo. Outro imbróglio ? O Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, cassou liminar obtida pelo lateral Cicinho que permitia sua transferência do Atlético-MG para outro clube. Com isso, o jogador fica proibido de atuar no São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.