Libertadores: brasileiros têm semana chave

A Copa Libertadores da América tem 11 jogos na semana. Apenas três envolvem clubes brasileiros, mas todos com definições importantes. A principal será na 4ª feira, quando o São Paulo recebe o Alianza Lima no Morumbi para garantir a classificação em 1º ou 2º lugar do Grupo 4. Basta um empate para ser o primeiro. Mas o São Paulo também pode ser eliminado, apesar de bastante improvável, na combinação de resultados. Nesta terça, é dia de o Coritiba lutar para continuar na competição. A batalha será em Assunção, contra o Olímpia, campeão da Libertadores em 2002. Caso perca, o Coritiba estará praticamente fora da segunda fase. Terá apenas quatro pontos, em último lugar do Grupo 9, contra dez do líder Sporting Cristal e sete de Olímpia e Rosario Central.Na quinta-feira, o São Caetano tem tudo para melhorar a sua situação no Grupo 1. Com quatro pontos, ao lado de The Strongest e Peñarol, verá sua situação melhorada caso aconteça o que a lógica indica: vitória em casa contra o Peñarol, combinada com vitória do América, do México, também em casa, contra o The Strongest, da Bolívia.Os brasileiros se despedirão da primeira fase da Libertadores no dia 15, com os jogos Caracas e Cruzeiro; The Strongest e São Caetano. As projeções indicam que há grandes possibilidades de que Santos, São Paulo, São Caetano e Cruzeiro se classifiquem. E também de que o Coritiba não passe.As boas notícias param por aí. Se há grande chance de quatro brasileiros passarem também há uma enorme possibilidade de se encontrem na segunda fase. Os confrontos entre Santos e Cruzeiro; São Paulo e São Caetano são factíveis. Nesse caso, apenas dois clubes brasileiros chegariam entre os oito primeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.