Líder do Fatah prevê trégua na Palestina durante a Copa

Um dos mais conhecidos chefes da milícia do Fatah, Zakaria Sbeidi, previu que durante a Copa do Mundo a resistência palestina vai parar de atacar israelenses na Cisjordânia ocupada. "Na verdade, nos próximos dias deverá reinar uma certa calma, porque gostamos muito do Mundial", disse Sbeidi à revista israelense Tempo de Tel Aviv, informa nesta quinta-feira o jornal Maariv.Segundo o líder do Fatah, "durante a Copa os palestinos ficam assistindo aos jogos pela TV e não querem saber de intifada ou coisas assim". Pouco antes dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, Sbeidi fez uma previsão semelhante e acertou.A calmaria, esclareceu Sbeidi, também vai depender dos serviços secretos de Israel. "Eles não ligam para Copa, nem Natal, nem Páscoa, e trabalham o tempo todo", afirmou. O miliciano revelou que vai torcer pela Arábia Saudita no Mundial da Alemanha. "Com a ajuda de Alá, desta vez ela vai vencer".Os milicianos de outros grupos de resistência, como Jihad Islâmica, Comitês Populares da Resistência e frentes da esquerda palestina, por enquanto, não fizeram anúncios relacionados ao Mundial. O Fatah é uma organização política e militar que foi fundada nos anos 50 por Yasser Arafat e Khalil al-Wazir (Abu Jihad). Atualmente, possui o presidente da Palestina, Mahmoud Abbas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.